Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 19, 2014

Entenda como Funciona e para quer serve o resseguro

O resseguro é o seguro das seguradoras. É um contrato em que o ressegurador assume o compromisso de indenizar a companhia seguradora (cedente) pelos danos que possam vir a ocorrer em decorrência de suas apólices de seguro.
Para garantir com precisão um risco aceito, as seguradoras usualmente repassam parte dele para uma resseguradora que concorda em indenizá-las por eventuais prejuízos que venham a sofrer em função da apólice de seguro que vendeu.
O contrato de resseguro pode ser feito para cobrir um determinado risco isoladamente ou para garantir todos os riscos assumidos por uma seguradora em relação a uma carteira ou ramo de seguros.
O contrato de resseguro pode ser feito para cobrir um determinado risco ou para garantir todos os riscos
O seguro dos riscos assumidos por uma seguradora é definido por meio de um contrato de indenização. Os resseguradores fornecem proteção a variados riscos, inclusive para aqueles de maior vulto e complexidade que são aceitos pelas seguradoras. Em contrap…

Uma opção previdenciária para nossos filhos

Imagem
No fim do ano, a classe média é alvo da oferta de produtos de “previdência privada”. Entre eles, destaca-se o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), que, por meio de contribuições do participante, visa futuros pagamentos de aposentadoria complementar e permite a dedução das contribuições até o limite de 12% da renda total tributável do contribuinte no Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF).
Há pais que adquirem o PGBL para filhos que ainda não trabalham. É a melhor opção? Para subsidiar tal escolha, comparamos PGBL, poupança financeira e Previdência Social, considerando suas características.
A previdência visa garantir rendimentos ao trabalhador e à família quando da incapacidade de consegui-los por causa de doença, invalidez, morte, velhice, maternidade, entre outros. Se a finalidade for previdenciária, há de se considerar a inscrição do filho no Regime Geral da Previdência Social (RGPS), como facultativo, a partir dos 16 anos de idade.
A contribuição mensal será de 20% dos rendimen…

Saiba o que vale considerar ao contratar um seguro de acidentes pessoais

Imagem
Plano deve abranger pelo menos uma das coberturas básicas disponíveis, seja para morte acidental ou para invalidez permanente por acidente

As coberturas oferecidas no seguro de acidentes pessoais podem ser contratadas juntas ou separadamente, de acordo com o momento da sua vida e as circunstâncias em que se fizerem necessárias. Quando for adotada uma estrutura de coberturas básicas e adicionais, o seguro deve abranger pelo menos uma das coberturas básicas disponíveis, seja para morte acidental ou para invalidez permanente por acidente (total ou parcial).
Preste muita atenção a este critério, para não contratar coberturas desnecessárias. As seguradoras podem, legalmente, aprovar planos de seguro individualizados por cobertura. Morte
A cobertura básica para o risco de morte acidental garante aos beneficiários indenização correspondente ao capital segurado que foi contratado na apólice. Invalidez permanente por acidente (IPA)
No caso de invalidez permanente por acidente, o seguro garante o pa…

Aprendemos...

Imagem
Aprendemos que o tempo cura...

Que magoa passa...

Que decepção não mata...

Que hoje é reflexo de ontem...

Que os verdadeiros amigos permanecem...

Que os falsos, graças a Deus vão embora...

Que dor fortalece.

Aprendemos que sonhar não é fantasiar...

Que a beleza não está no que vemos, e sim no que sentimos.

Que o segredo da vida é viver no tempo de Deus.



Abraço fraterno.
Patricia Campos Tel: (31) 3463-2838 / 9675-5477 E-mail: seguros@patriciacamposcorretora.com.br Site: www.patriciacamposcorretora.com.br Blog: www.patriciacamposcorretora.blogspot.com

Lei ‘anticorrupção’ aumenta a procura por seguro de executivos

Imagem
A lei “anticorrupção”, que deve entrar em vigor até fevereiro, promete ser mais uma fonte de demandas para os executivos, que nos últimos tempos já vinham sentido o maior rigor de órgãos de regulação e da Justiça. O crescente temor de responsabilização de administradores na figura da pessoa física por falhas ocorridas na prática da gestão de companhias tem impulsionado o segmento de seguros de diretores e conselheiros (conhecido como D&O, na sigla em inglês).
O D&O é contratado pelas empresas para proteger o executivo em caso de reclamações de terceiros (seja de regulador, funcionário, fornecedor ou acionista) relacionadas às suas responsabilidades como administrador de empresa, muitas vezes exigindo ressarcimento com o patrimônio pessoal do executivo. A apólice cobre desde custos de defesa até uma “mesada” em caso de bloqueio ou penhora de bens.
O aumento da percepção de risco e o fato de o preço do seguro estar estável – para alguns segmentos apresenta até queda – têm feito as…

9 cuidados na hora de renovar o seguro do carro

Imagem
Neste período cresce a demanda por renovação de seguro, ainda que possa ser feito a qualquer momento do ano (especialmente pela variação da data de vencimento da apólice).

Entretanto, na lista de resoluções de Ano Novo de muita gente, deixar a documentação em dia parece ser uma das prioridades. Devo ficar com a mesma seguradora? Posso negociar o valor? Posso omitir alterações do perfil do segurado? E adicionar coberturas? Essas são as principais dúvidas que costumam surgir neste momento, e como essa política varia de seguradora para seguradora, fique atento às cartas que tem na manga e não hesite em solicitar ajuda profissional para esclarecer qualquer problema.
“O corretor é o profissional ideal para tirar dúvidas, apresentar as melhores propostas de coberturas do mercado e detectar as necessidades do cliente”, diz Neival Rodrigues Freitas, diretor da Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg).
Confira abaixo 9 dicas da Prestum Seguros para não errar na hora de renovar o seguro do au…

Itamaraty sugere que brasileiros rumo aos EUA façam seguro viagem

O Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty, orienta que brasileiros com viagem marcada aos Estados Unidos para os próximos dias não saiam do Brasil sem contratar um seguro de viagem – orientação que é dada aos passageiros para qualquer viagem e em qualquer período, mas que está sendo reforçada agora.
A chegada de uma onda de frio ártico no território americano está causando neve intensa no Norte e em áreas centrais do país. Até amanhã, a expectativa é que as temperaturas possam atingir 51°C negativos. Estima-se que mais de 140 milhões de pessoas sejam afetadas pela onda de frio, que gerou as temperaturas mais baixas dos últimos 20 anos.
O seguro de viagem, com garantia de atendimento médico hospitalar em caso de acidente ou doenças causadas pelo frio intenso, deverá servir como amparo suficiente para estrangeiros no país. Os consulados do Brasil no exterior não cobrem eventuais custos com a saúde de cidadãos brasileiros.
Seguros de viagem devem ser comprados antes da saída do pass…