Postagens

Mostrando postagens de Outubro 6, 2013

Susep publica novas regras para o seguro garantia

Imagem
A edição de 01/10 do Diário Oficial da União, publicou a Circular 477/13 da Susep, que traz condições padronizadas para o seguro garantia, que tem por objetivo garantir o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador perante o segurado.

A norma divide o seguro garantia em dois ramos. O primeiro deles, “Segurado – Setor Público”, visa a garantir o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador perante o segurado em razão de participação em licitação, em contrato principal pertinente a obras, serviços, inclusive de publicidade, compras, concessões ou permissões no âmbito dos Poderes da União, Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, ou ainda as obrigações assumidas em função de processos administrativos; processos judiciais, inclusive execuções fiscais; parcelamentos administrativos de créditos fiscais, inscritos ou não em dívida ativa; e regulamentos administrativos.
Encontram-se também garantidos por esse seguro os valores devidos ao segurado, tais como multas e i…

Seguro Garantia para prestadores de serviços conquista espaço no mercado

Imagem
A prestação de serviços para locação de mão de obra no Brasil recebe amparo do Seguro Garantia do Executante, que garante a indenização até o valor fixado na apólice, dos prejuízos decorrentes do inadimplemento do tomador em relação às obrigações assumidas em contrato.

“É um mercado que já foi discriminado, por conta dos altos índices de sinistralidade, mas atualmente a operação vem avançando no país”, afirma o especialista Lucas Villas Boas.
Isso se deve por a modalidade ser bastante procurada, visto que é altamente vantajosa para a Administração Pública. A prática da terceirização de serviços dispensa uma grande estrutura operacional para recursos humanos. “A iniciativa pública prefere terceirizar pois não enfrenta a burocracia para reposição de funcionários. E o contrato, obedece por sua vez, a Lei 8.666/93 que requisita o Seguro Garantia”, reforça Villas Boas.
Por outro lado, os empresários que trabalham com esse segmento costumam ter altas despesas com folha e encargos…

Contra garantia não garante recuperação de 100% dos sinistros

Imagem
A contra garantia é um instrumento fundamental na operação do Seguro Garantia, mas nem sempre tem a eficiência que se espera. Entretanto, segundo o especialista no ramo, Lucas Villas Boas, trata-se de recurso eficiente no caso de sinistro quando a empresa não faliu ou entrou em  concordata.

“Na maioria das vezes, o tomador prefere pagar ao contratante o prejuízo que ele causou para não deixar a garantia ser executada e, consequentemente, receber o processo através do Seguro Garantia. Nessa situação, a seguradora pode agir como mediadora do conflito e o tomador tem sempre a escolha de pagar o prejuízo e sair do contrato ou terminar o contrato mesmo no prejuízo para não ter esse dissabor de ser processado, tendo uma contra garantia acionada pela companhia”, comenta Lucas.
Ele aponta que, apesar da reconhecida utilidade, a contra garantia pode ser questionada pelos atores do mercado. “É interessante notar que os tomadores indagam sobre a exigência do contrato de contra garantia,…

Moralidade e impessoalidade nas licitações

Recentemente, o Tribunal de Contas da União proferiu dois julgados a respeito da aplicação dos princípios da moralidade e impessoalidade nas licitações públicas, tendo em vista a constatação de “potencial conflito de interesses” em razão de vínculo de parentesco ou de cunho profissional/empresarial entre os participantes e agentes públicos envolvidos no certame.
No Acórdão nº 1941/2013, o Plenário do TCU concluiu que “a contratação pela Administração de empresas pertencentes a parentes de gestor público envolvido no processo caracteriza, diante do manifesto conflito de interesses, violação aos princípios constitucionais da moralidade e da impessoalidade”.
A seu turno, a Corte de Contas, no julgamento do Acórdão nº 1924/2013, vaticinou ser “ilegal a participação em licitação de empresa cujos sócios sejam associados ao autor do projeto básico em outras sociedades empresariais, à vista do disposto no art. 9º, inciso I e § 3º, da Lei 8.666/93”.
A partir do exame das premissas do…

País tem longo caminho para desenvolver seguros financeiros

Imagem
O seguro de Responsabilidade Civil representa apenas 2% do mercado brasileiro, enquanto em mercados internacionais este índice chega a ser de 10 a 20%.

“O crescimento observado em Responsabilidade Civil tem sido um fato positivo que demonstra que o Brasil está no caminho de se tornar uma nação preocupada também com ações que prejudicam outros”, definiu Paulo Marracini, presidente da FenSeg, durante o II Encontro Internacional de Seguros de Linhas Financeiras. O evento foi realizado pela FenSeg, em parceria com a Escola Nacional de Seguros, na manhã desta quinta-feira, 26/09, em São Paulo.
Definir as coberturas para esse tipo de seguro é uma tarefa bastante delicada, por se tratar de um erro do segurado, é necessário avaliar com responsabilidade as causas do sinistro. Quando o RC é levado para executivos de grandes empresas a, situação torna-se ainda mais complexa.
O seguro D&O, desenvolvido para pessoas físicas que ocupam funções diretivas dentro da empresa, garante os bens do segura…

Informação é a base para a expansão da venda de seguro de pessoas

Imagem
Uma pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência no primeiro semestre deste ano, sob encomenda da Icatu Seguros, revela que o mercado de seguros de pessoas tem um problema. Segundo o levantamento, apenas 5% dos brasileiros compram seguro voluntariamente e somente 7% possuem seguro de vida oferecido pela empresa em que trabalham. O “problema”, segundo o especialista em marketing e vendas, José Franco Pagano, é que não há motivos para tão baixa penetração dos seguros pessoais, já que existem bons produtos, diversos canais de distribuição e preços adequados.

Franco analisou o perfil do mercado e dos canais de venda, sobretudo os corretores e a internet, para apontar os caminhos viáveis para expansão do ramo, durante a palestra “A venda de seguro de pessoas no século XXI”, apresentada em almoço do CVG-SP, realizado nesta quinta-feira, 26 de setembro, na Sala Panorama do Terraço Itália, em São Paulo (SP).

Franco, que também escreve livros para vendedores e ministra cursos e palestras sobre a…

Confie no tempo de Deus

Imagem
A confiança requer que você coloque sua agenda nas mãos de Deus, crendo que o tempo dele é perfeito para todas as coisas em sua vida. 

Sua natureza humana quer que as boas coisas aconteçam imediatamente, não mais tarde. 
Mas você aprende a crer e a esperar que as coisas aconteçam no tempo perfeito de Deus à medida que amadurece na vida cristã. 
Confiar em Deus freqüentemente significa não saber como Ele irá realizar algo e quando Ele o fará. 
Mas não saber “como e quando” fortalece sua fé e lhe ensina lições de confiança. 
Lembre-se: a confiança não é herdada, é aprendida. 
O tempo desempenha um papel importante para aprender a confiar em Deus. 
À medida que você experimentar a fidelidade do Senhor, vez após vez, desistirá de confiar em si mesmo e colocará sua vida nas mãos habilidosas de Deus. 
Esse é um lugar maravilhoso para estar!

Fonte: Joyce Meyer
Abraço fraterno.
Patricia Campos
Tel: (31) 3463-2838 / 9675-5477 E-mail: seguros@patriciacamposcorretora.com.br
Site: www.patriciacamposcorretora.c…

Regulamentada a venda de seguros pela internet

Imagem
Quase três semanas após ser aprovada em reunião do CNSP, foi publicada apenas nesta segunda-feira (23) a Resolução 294/13, que dispõe sobre a utilização de meios remotos nas operações relacionadas a planos de seguro e de previdência complementar aberta.

A principal novidade é a que a Susep atendeu aos apelos do mercado e não vedou a venda de planos de previdência complementar aberta por meios remotos, como pretendia fazer inicialmente.
Segundo a norma, a utilização de meios remotos deverá, obrigatoriamente, comprovar a autoria e integridade de documentos contratuais encaminhados pela sociedade/EAPC; a identificação do proponente/contratante; a segurança na troca de dados e informações ou, quando couber, com o corretor, principalmente no que se refere ao envio de senhas e procedimentos envolvendo solicitações de cancelamentos e alterações das condições contratuais; e confirmar o recebimento de documentos e mensagens enviadas; além de fornecer protocolo ao proponente/contratante, em qualq…

Empresa que adiou traslado de turista no Peru enfrenta 148 processos em SP e no Rio

Imagem
Em setembro, a arquiteta carioca Natália Duffles teve de passar por uma cirurgia para retirada de um tumor no cérebro às pressas no Peru porque seu seguro-viagem não providenciou sua transferência para um hospital do Rio de Janeiro a tempo. Mas este não é o primeiro caso em que a AXA Assistance USA, empresa contratada pelos usuários do cartão de crédito Visa Platinum, deixa algum cliente desamparado no exterior. A AXA Assistance USA responde a 148 processos apenas nos tribunais de Justiça do Estado de São Paulo (77) e do Estado do Rio (71).

Fábio A. (ele preferiu omitir seu sobrenome para não ser prejudicado em um processo que move contra a seguradora), que mora no interior paulista, é um dos que passaram por agonia semelhante à de Natália. Em fevereiro de 2012, na Suíça, ele fraturou a perna direita em três lugares diferentes em um acidente de trenó pelos Alpes.
A AXA Assistance USA demorou para aceitar fazer o pagamento de suas despesas médicas, e o engenheiro mecânico foi mandado emb…

Governo eleva para R$ 750 mil teto para comprar imóvel com FGTS

Limite vai subir de R$ 500 mil para R$ 750 mil em SP, RJ, MG e DF. Para os demais estados, limite passou para até R$ 650 mil.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu elevar nesta segunda-feira (30) o valor do imóvel que pode ser comprado com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), assim como o valor da casa própria que poder ser financiada dentro das regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) – modalidade de crédito que conta com juros mais baratos.
O valor do imóvel subirá de R$ 500 mil para até R$ 750 mil para São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal a partir desta terça-feira (1). Nas cidades desses estados, segundo o BC, os preços dos imóveis, assim como os custos, são maiores. Para os demais estados, o limite será elevado para até R$ 650 mil.
"O limite de R$ 500 mil estava vigente desde 2009. De lá para cá, a gente teve inflação. O IGP-M, por exemplo, subiu 27,84% e o IPC da Fipe avançou 23,72%. O setor de construção civil …