Postagens

Mostrando postagens de Agosto 3, 2011

ANS publica nova listagem de coberturas obrigatórias

Imagem
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publica nesta terça-feira, 02/08/2011, a Resolução Normativa 262 que atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, garantindo e tornando pública a cobertura assistencial mínima obrigatória. O rol constitui a referência básica para cobertura assistencial nos planos privados de assistência à saúde, contratados a partir de 1º de janeiro de 1999 e é revisado a cada dois anos. Nesta atualização será incluída a cobertura para cerca de 60 novos procedimentos, que entrará em vigor a partir do dia 01/01/2012.O primeiro rol de procedimentos estabelecido pela ANS foi o definido pela Resolução de Conselho de Saúde Suplementar - Consu 10/98, atualizado em 2001 pela Resolução de Diretoria Colegiada – RDC 67/2001, e novamente revisto nos anos de 2004, 2008 e 2010 pelas Resoluções Normativas 82, 167 e 211, respectivamente.Esta revisão contou com a participação de um Grupo Técnico composto por representantes da Câmara de Saúde Suplementa…

Especialista analisa impasse regulatório do Seguro Garantia Judicial

A Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) pode interferir com portaria sobre o Seguro Garantia Judicial, considerando que a Susep é o órgão competente para regular e fiscalizar todas as questões do mercado de seguros?O questionamento tem a ver com posicionamento da Procuradoria, que estabeleceu regras diferenciadas para a modalidade. Para esclarecer a situação, o SeguroGarantia.Net entrou em contato com o sócio da Tostes e Associados Advogados, André Luiz Andrade dos Santos. Segundo ele, a intenção de caucionar os débitos inscritos na dívida ativa da União, através do Seguro Garantia ,ocorre para que seja assegurado às empresas o direito de discutir em juízo os tributos dos quais elas são cobradas “sem necessariamente ter que fazer o depósito em juízo, prejudicando o capital de giro, o caixa de cada empresa ou os investimentos da companhia”.Andrade alertou que nem todas as empresas podem depositar em juízo o montante integral dos débitos tributário em discussão, a q…

Susep ouve mercado antes de aprovar mudanças no seguro rural

Termina na próxima segunda-feira (dia 08) a audiência pública aberta pela Susep visando a receber sugestões do mercado acerca da minuta de Resolução do CNSP que altera as normas vigentes no seguro rural. A intenção do órgão regulador é mudar o texto do 3º da Resolução 46/01, aprovada há dez anos, incluindo o seguro de vida entre as modalidades abrangidas no ramo rural. A minuta estabelece que esse seguro de vida deverá ser destinado exclusivamente ao produtor rural, devedor de crédito rural, e terá sua vigência limitada ao período de financiamento, sendo que o beneficiário será o agente financiador.A inclusão do seguro de vida como modalidade do Seguro Rural ainda dependerá de regulamentação da Susep.O texto estabelece ainda que o seguro agrícola deverá ter por objetivo garantir o pagamento de indenização pelos prejuízos decorrentes dos danos causados às culturas agrícolas seguradas. Também serão englobados nesse seguro agrícola os planos de seguros que têm por objetivo a …

Tem pão velho?

Era um fim de tarde de domingo, a pessoa estava molhando o jardim da casa quando foi interpelada por um garotinho com pouco mais de Nove anos, dizendo:- Tem pão velho?
Essa coisa de pedir pão velho sempre me incomodou desde criança.Na adolescência descobri que pedir pão velho era dizer: - me dá o pão que era meu e ficou na sua casa.
Olhei para aquela criança tão nostálgica e perguntei:- Onde você mora? - Depois do zoológico. - Bem longe, hein! - É... mas eu tenho que pedir as coisas para comer. - Você está na escola? - Não. Minha mãe não pode comprar material. - Seu pai mora com vocês? - Ele sumiu.
E o papo prosseguiu, até que eu lhe disse:- Vou buscar o pão, serve pão novo? - Não precisa não, a Senhora já conversou comigo!
Esta resposta caiu como um raio. Eu tive a sensação de ter absorvida de toda a solidão e a falta de amor desta criança.Deste menino de apenas Nove anos, já sem sonhos, sem brinquedos, sem comida, sem escola e tão necessitadode um papo, de uma conversa amiga.Que p…

Notícias / Cidades / TrânsitoRSS Tamanho da fonte A- A+Quarta - 03/08/11 08h36, atualizado em 03/08/11 13h14Novas regras para motoboys começam a valer

Imagem
Resolução do Contran proíbe que motocicletas utilizem alguns equipamentos para fazer o transporte de mercadorias; outra definição é a obrigatoriedade de um curso sobre segurança 01020304 Veja maisVídeo | Contran estabelece regras para motoboys que fazem frete Os motoboys que trabalham com frete devem ficar atentos a partir desta quarta-feira (03). É que entra em vigor uma nova resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que proíbe que motocicletas utilizem alguns equipamentos para fazer o transporte de mercadorias, como botijões de água e gás, por exemplo.
A “cangalha” que era afixada na traseira da moto, por exemplo, não será mais permitida. “Agora, pode usar o semireboque, que será acoplado à motocicleta, ou o sidecar, que vai ficar ao lado. A partir de hoje, quem descumprir isso estará cometendo uma penalidade prevista no Código de Trânsito Brasileiro, de natureza grave, que pode dar cinco pontos na carteira e R$ 127 de multa”, explica o diretor de Operações do De…

165 mil vítimas em 6 meses

TRÂNSITO - No período, 107.403 brasileiros (65% do total) saíram dos acidentes inválidos; 26.894 morreram e outras 30.814 pessoas engrossaram as estatísticas dos feriados De cada quatro vítimas de acidentes no trânsito nas ruas e estradas brasileiras, apenas uma é do sexo feminino. É o que indica levantamento feito pela Seguradora Líder, responsável pela administração do consórcio de seguradoras que operam no seguro obrigatório de veículos automotores (Dpvat). De acordo com o estudo, baseado em indenizações pagas no primeiro semestre do ano, 76% das vítimas de acidentes de trânsito eram homens. A pesquisa da seguradora mostra que em seis meses foram pagas 165.111 indenizações, o equivalente a 1.321 ao dia (útil). Em valores, os desembolsos alcançaram R$ 1,1 bilhão. Outro dado do levantamento indica que a grande maioria das pessoas vitimadas no trânsito ficou de alguma forma inválida: 65% do total. Nesta situação, entraram nas estatísticas 107.403 brasileiros no período de …

64,5 mil registros de corretores foram cancelados ou suspensos

Os dados são da Fenacor e estão disponíveis no site da federação (http://www.fenacor.com.br/). A soma total de registros de corretores feitos no país já chega a 132.629 profissionais ou empresas (atualização dinâmica). Contudo, esse universo inclui registros ativos, suspensos e cancelados. Caso não houvesse ocorrido nenhum cancelamento ou suspensão de registros, o mercado brasileiro teria, atualmente, 42.667 corretoras de seguros em plena atividade e não as 23.539 empresas apontadas pelo banco de dados da federação. Assim, é possível dizer que 19.128 empresas encerraram suas atividades nos últimos anos.O quadro é semelhante no caso de corretores pessoas físicas. De acordo com a Fenacor, somados os ativos, suspensos ou cancelados, foram feitos, até agora, 89.962 registros. Entretanto, não mais do que 44.540 profissionais estão em atividade no momento. Por algum motivo, deixaram de atuar, portanto, 45.422 corretores, ou seja, um número maior do que aquele que continua no me…