Postagens

Mostrando postagens de Julho 5, 2011

Pense e reflita

O Sorriso é o cartão de visita que nós temos. Jesus Cristo é o Caminho, a verdade e a Vida em nosso coração. O Diálogo é a ponte que liga as duas margens: Eu - Tu, Transite-a bastante. A Fé é a bússola certa para os navios errantes, incertos, buscando as praias da eternidade.Portanto, faça bem o uso do Amor e tenha certeza a música será a melhor partitura da sua Vida.No Amor a flor mais atraente do jardim é um coração bem cultivado. No Amor a Esperança é o vento bom enfunando as velas do nosso barco da vida.
Que o Amor de Deus esteja sempre presente em sua vida e na de sua família.Paz e bem!Patricia Campos
Telefax: (31) 3463-2838 / Cel: (31) 9675-5477 E-mail: seguros@patriciacamposcorretora.com.br
Site: www.patriciacamposcorretora.com.br
*Seguro Garantia *Seguro de Vida *Plano de Saúde *Responsabilidade Civil *Equipamentos *Automóvel

Especial - Alerta sobre seguro falso

Prezado(a)Leitor(a),Há tempos venho alertando-os, através de várias matérias publicadas, sobre um grande problema no Mercado Segurador: as falsas seguradoras travestidas de “proteção veicular”.Tenho recebido vários comentários de pessoas, na maioria anônimas, que questionam as matérias defendendo a “proteção veicular” como a forma barata de realizar o seguro e acusando as Seguradoras de cobrarem caro pelo mesmo.Hoje, tomo a liberdade de colocar matérias mais aprofundadas sobre o seguro falso que não oferece nenhuma segurança real para seus “associados”.Peço-lhes que percam um pouco de seu tempo lendo as matérias abaixo para verificarem que os órgãos competentes (Ministério da Fazenda e Susep) estão se preparando para acabar de vez com esta prática irregular.Se você contratou um seguro falso pensando em “proteger” seu bem, o aconselhável é que reflita sobre o que é mais importante: menor preço ou real segurança? Pense bem, pois é o seu patrimônio que está em jogo...Seguro, para ser seg…

Pirataria: avalanche de seguros falsos

A pirataria no mercado segurador brasileiro acendeu um sinal de alerta no gabinete do ministro da Fazenda, Guido Mantega. Dados que repousam sobre a sua mesas mostram que mais de 100 empresas estão operando à margem da lei, enganando e causando prejuízos superiores a R$ 3 bilhões por ano aos consumidores. Essas companhias, se podem ser chamadas assim, vendem seguros falsos, sobretudo de automóveis, e serviços de auxílio funeral.Apenas entre janeiro de 2010 e maio deste ano, foram aplicados R$ 110 milhões em multas a 29 firmas. Outras 44 respondem a inquérito na Susep, órgão responsável por regular e fiscalizar o setor.A preocupação é tanta que ao nomear Luciano Santanna como novo comandante da Susep, Mantega determinou explicitamente que ele mexa nesse vespeiro, identifique as empresas irregulares e as expurgue do mercado. Com a ordem do chefe, Santanna colocou como prioridade máxima da sua gestão aprimorar a fiscalização. Se tudo correr como o governo deseja, será promovid…

Rigor contra a pirataria.

Novo superintendente da Susep diz que criará grupo de trabalho para combater cooperativos e associações que vendem irregularmente proteção veicularO novo titular da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Luciano Portal Santanna, equiparou a camelôs as cooperativas e as associações de classe que ofertam a seus associados e ao público proteção automotiva, produto que tem características de seguro, sem oferecer garantias ao comprador, cuja venda é considerada ilegal, em grande parte dos casos.Santanna asseverou que haverá "empenho total" no combate às irregularidades nessa área."Vamos criar um grupo de trabalho especializado no combate aos piratas", adiantou, acrescentando que "a autarquia, se preciso, ingressará com ações cíveis públicas para suspender as atividades daquelas instituições que estiverem operando ilegalmente".Luciano Santanna, que ocupava o cargo de procurador chefe da Susep até o começo desta semana, quando foi nomeado pela …

Cuidado, é arapuca

Já foram identificadas mais de 100 seguradoras na mais absoluta ilegalidade. Elas prometem preço inferior, mas são correntes da felicidade que um dia vão estourarPior do que saber que é uma arapuca é cair nela. E é isso que ameaça milhares de brasileiros que imaginam que estão fazendo um grande negócio, sem perceberem que estão à mercê de gente sem qualquer compromisso com as obrigações assumidas.O tema não é novo, mas nos últimos tempos vem tomando proporções sérias, ao ponto de já terem sensibilizado o Ministro da Fazenda, que ordenou à SUSEP (Superintendência de Seguros Privados) que aja com o máximo rigor para coibir sua proliferação.Já foram identificadas mais de cem seguradoras, ou hipotéticas seguradoras, atuando na mais absoluta ilegalidade. Estas organizações prometem proteção para seus clientes por um preço muito inferior ao custo de um seguro equivalente. Só que o fazem sem levar em conta nenhum dos pressupostos que transformaram o seguro na melhor forma de prot…

Grande imprensa começa a combater o Seguro Pirata

A condenação e alertas contra o Seguro Pirata não se restringem mais às notícias do CQCS, que lidera na mídia especializada movimento pela extinção dessa prática danosa ao mercado de seguros. Com o mesmo foco, já é possível encontrar, por exemplo, alguns textos e depoimentos que se espalham através da web, seja por meio das mídias sociais, ou por matérias produzidas e veiculadas em veículos da grande mídia. É o caso da reportagem da Folha de Vitória abaixo. Com o título “Cooperativas de seguros são investigadas por não ressarcirem clientes”, a intenção é chamar a atenção da população para as irregularidades do Seguro Pirata. Além de reunir relatos de consumidores lesados, bem como o descaso dos administradores de uma suposta empresa do “segmento”, a matéria de Beatriz Lopez traz análise de autoridades e representantes da categoria, como o presidente do Sincor-ES, José Rômulo Silva.Fonte: CQCS | Pedro DuarteAtt.
Patricia Campos
Telefax: (31) 3463-2838 / Cel: (31) 9675-5477 E-mai…

Cooperativas de seguro são investigadas por não ressarcirem clientes

Imagem
TV Vitória

Foto: Reprodução TV Vitória
A polícia e o Ministério Público estão investigando onze associações cooperativas do Estado suspeitas de vender seguros em forma de rateio e não realizar os serviços quando acionadas por clientes.O bancário Márcio Quintaes se diz vítima do serviço não prestado. Um taxista bateu no carro dele no início do mês e o veículo continua amassado embora o taxista tenha garantido que a seguradora, que é uma cooperativa, cobriria o sinistro."Uma mulher da seguradora entrou em contato comigo, disse que tudo seria resolvido e que não era para eu me preocupar. Depois, ela falou que seria feito primeiro o orçamento do carro do rapaz e não aconteceu nada", contou Quintaes.O presidente do Sindicato dos Corretores, José Rômulo da Silva, faz um alerta. "Vamos dizer que aconteça uma batida entre quatro ou cinco veículos e que o prejuízo seja muito grande. Nesse caso é um rateio. Agora, você faz um seguro para repor o seu bem ou para ficar es…

Reclamações contra Ascobom expõem falhas do Seguro Pirata

Uma pesquisa rápida na internet é suficiente para descobrir as falhas na prestação de serviços reservada aos consumidores do Seguro Pirata. Quem estiver interessado em conhecer diversas queixas, pode acessar, por exemplo, o site Reclame Aqui, que traz dezenas de registros contra a Ascobom (Associação dos Corpos de Bombeiros e Polícia Militar), entidade com sede em Contagem, Minas Gerais. No dia 4 de junho, um associado de Belo Horizonte entrou no site para expor “tristes surpresas”, ao descobrir que seu veículo foi consertado com peças de outro modelo e pintado com uma cor diferente da original. “Como sou leigo, não percebi as diferenças, mas quando apontado por um especialista, fica bem evidente (a parte interna do meu carro tem uma cor e a externa outra)”.
Em outra reclamação, também de Belo Horizonte e postada em 1º de junho, o reclamante aponta que teve um Peugeot 206 furtado em 11 de novembro do ano passado. “Entreguei todos os documentos necessários em 12/12/2010 e, …

Extinta entidade que se fazia passar por seguradora de automóveis

Diretores da Nossa Associação, do município de Contagem, deverão organizar um quadro geral de credores para pagamento dos sinistros ocorridos até 31 de maioO juiz da 4a. Vara da Justiça Federal em Belo Horizonte, acatando pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF), deferiu medida cautelar contra os diretores da Nossa Associação de Proteção aos Proprietários de Veículos Automotores, empresa que comercializava ilegalmente seguros automotivos.
A decisão foi proferida durante audiência de instrução e julgamento de uma Ação Penal, por meio da qual os quatro diretores da empresa são acusados de operação não-autorizada de entidade equiparada a instituição financeira.
De acordo com a denúncia do MPF, os réus criaram uma espécie de seguradora, sediada em Contagem (MG), na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que funcionava clandestinamente, sem autorização do Banco Central e da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), órgãos responsáveis pela fiscalização do mercado …

Como a seguradora ganha dinheiro

Manual do segurado' é aceito pela maioria das seguradoras e explica termos técnicos, como mútuo e fundo composto pela soma dos prêmios de todos os segurados de uma carteira Antonio Penteado Mendonça As apólices de seguros são peças complexas, invariavelmente escritas com termos técnicos que pouca gente compreende, traduzidos para os leigos por um "manual do segurado", no qual as principais características da apólice são explicadas de forma descomplicada e inteligível para quem não tem qualquer familiaridade com a matéria. Como o Código de Defesa do Consumidor, foi inteligentemente aceito e adotado pela maioria das seguradoras desde sua promulgação, o "manual do segurado" foi um avanço importante para a transparência de um negócio que tem como principal particularidade ser de resolução futura e aleatória. Esta regra do contrato de seguro está prevista na lei, que determina que o direito à indenização só se concretiza se, acontecendo o sinistro, o segu…