Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 13, 2012

Brasil é líder em Seguro Garantia

Imagem
O Brasil já lidera o mercado latino-americano no seguro garantia, com 23% da receita regional, contra 21% do México, segundo colocado. A informação é do diretor técnico da JMalucelli Seguradora, Gustavo Henrich, ao proferir palestra sobre "Perspectivas do Mercado de Seguro Garantia para o Brasil", durante almoço promovido pelo Clube dos Corretores de Seguros do Rio Janeiro. "Ocorre que, no Brasil, o seguro garantia é comercializado há apenas 15 anos, enquanto no mercado mexicano é um produto vendido há mais de 100 anos", ressaltou.
Segundo o presidente do Clube, Amilcar Vianna, o encontro teve como objetivo apresentar para os corretores associados e convidados o potencial dessa carteira e incentivá-los a operar no ramo. "É uma carteira que apresenta ótimas oportunidades para o corretor", comentou. E, pela reação dos profissionais presentes, esses objetivos foram alcançados, porque todos ficaram impressionados com os dados apresentados pelo pale…

Seguradoras devem contratar gestores de contratos para minimizar prejuízos no Seguro Garantia

Imagem
“Os problemas aparecem e se desenvolvem ao longo dos trabalhos, numa progressão geométrica, de tal forma que a atuação tardia já não tem o condão de evitar o conflito”. A afirmação é do advogado especialista em Seguro Garantia, Adilson Neri Pereira, da Pereira Advocacia, sediada em São Paulo.

A explicação é baseada na experiência que ele teve em sua atividade como Regulador de Sinistros. Para o advogado, a contratação de profissionais dessa área pelas seguradoras para atuarem preventivamente significaria trazer maior profissionalismo ao ramo de garantia.
Nesse sentido, ele ressalta que a figura dos gestores de contratos existe há muito tempo nas empresas contratantes e já foi incluída também nos executantes, nesse caso os tomadores. “Os profissionais são responsáveis pelo acompanhamento de todas as etapas da execução, bem como verificação da qualidade, estabelecimento de metas, controle de procedimentos, correção de rumos, registro dos problemas e atuação direta junto ao co…

Estudo explica a rentabilidade dos seguros de vida

Imagem
Embora ofereçam a seus segurados uma boa proposta de valor, as companhias do ramo vida carecem de uma forma simples e compreensível de explicar como criam valor e geram lucro às partes interessadas. O estudo sigma mais recente da Swiss Re, "Entendendo a rentabilidade dos seguros de vida", discute a necessidade de se chegar a uma estrutura padrão para informar o valor e o desempenho das empresas de seguro de vida.
Ao contrário de diversos outros setores, os seguros de vida constituem um negócio com produtos e serviços de longo prazo, cuja rentabilidade não pode ser avaliada sem uma perspectiva de longo prazo. As seguradoras monitoram e gerenciam permanentemente o desempenho, mas como as apólices permanecem em vigor por vários anos, a rentabilidade final do negócio só é conhecida muito mais tarde, após o cumprimento de todas as obrigações assumidas na apólice. Para entender a competitividade e o desempenho operacional, as diversas partes interessadas utilizam indica…

Viver o amor

Imagem
Viver no Amor, não é só ter certeza: é crer.Viver no Amor, não é somente abrir os olhos: é saber ver.Viver no Amor, não é apenas caminhar: é transmitir.Viver no Amor, não é só comer: é sentir o sabor.
Viver no Amor, não é somente falar: é agir. Viver no Amor, não é apenas sorrir: é amar.Enfim, viver no Amor é ter fome e sede de Deus, é evangelizar em todos os momentos no amor incondicional de Deus ( Ágape ).
Um forte Ágape!!!!Att.
Patricia Campos
Telefax: (31) 3463-2838 / Cel: (31) 9675-5477 E-mail: seguros@patriciacamposcorretora.com.br Site: www.patriciacamposcorretora.com.br
*Seguro Garantia *Seguro de Vida *Plano de Saúde *Responsabilidade Civil *Equipamentos *Automóvel

Mercado segurador não oferece proteção contra desabamentos

Imagem
O desmoronamento de três prédios no centro do Rio de Janeiro, há duas semanas, e o desabamento parcial de um edifício comercial em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, na segunda-feira (6), podem levar o mercado de seguros a criar um novo produto, que cubra esse tipo de risco.Atualmente, o chamado seguro garantia cobre riscos de engenharia, entre os quais desmoronamentos ou erros de projeto, mas apenas na fase de construção do imóvel. Mas não cobre desabamentos quando o edifício já está pronto. O construtor responde por eventuais problemas ao longo dos primeiros cinco anos da edificação. "Caberia aos moradores ou proprietários dos imóveis buscar essa cobertura", disse o presidente do Clube dos Corretores de Seguros do Estado do Rio de Janeiro, Amílcar Vianna.
Ele lamentou que o mercado ainda não ofereça um seguro específico para desabamentos, levando-se em conta as perdas econômicas das pessoas que tinham patrimônio nesses prédios e que, de uma hora para ou…

STJ profere duas decisões importantes para o mercado segurador

Imagem
Duas importantes decisões foram proferidas pela Segunda Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta quarta-feira, com efeito de repercussão geral, passando a orientar novos julgamentos em tribunais estaduais e federais que tenham por objeto o seguro de responsabilidade civil facultativa. O julgamento dos recursos repetitivos nº 962230/RS e 925130/SP aclara definitivamente algumas questões que preocupavam o setor. No pronunciamento desta quarta, foram julgados processos que envolvem dois grupos seguradores distintos. Num dos casos, o autor pleiteava o direito de ajuizar ação direta com pedido de indenização a seguradora do segurado causador do dano. Os ministros, por unanimidade de votos, frustraram o pedido, por entender que no seguro de responsabilidade civil facultativo a obrigação da seguradora de ressarcir danos sofridos por terceiros pressupõe a responsabilidade cilvi do segurado, a qual, em regra, não poderá ser reconhecida em demanda na qual este não interveio…

Porto Seguro lança operadora móvel virtual para seguro de automóveis

Imagem
Porto Seguro lança, neste primeiro trimestre, operadora móvel virtual, com foco em 3 milhões de clientes de seguros automotivos. A seguradora, que conta com parceria entre as empresas de telecomunicação Virgin e Datora, será a primeira a lançar o produto no mercado, de acordo com Wilson Otero e matéria de dezembro do Valor Econômico."Já temos chips da Porto Seguro Telecom sendo usados em testes práticos em carros da Porto Seguro, para que o serviço seja lançado com rastreamento de veículos", afirma Otero
A oferta começará por Rio de Janeiro e São Paulo, de acordo com Ítalo Flammia, diretor de tecnologia da Porto Seguro, em dezembro.
No caso da Porto Seguro, a parceira é a Tim, mas Otero diz ainda não saber ainda qual operadora que fornecerá capacidade de rede para a Virgin, que alugará a rede de outra operadora e manterá uma estrutura própria de atendimento a clientes.
Otero rebate críticas de que o lançamento de operadoras virtuais no Brasil está mais lento do que o…